sexta-feira, 23 de novembro de 2012

(Re)Tirar de Vida

Se me dissessem que ia ser tão difícil, que passados tantos anos eu ainda ia acordar com vontade de chorar, não teria acreditado. Tenho saudades tuas ...

Porque nós dois tínhamos uma vida de desatinos, zangas e muita cumplicidade para viver. Os dias, meses, anos passam e no entanto tenho saudades tuas.

E quando a noite chega voltamos a encontrar-nos vezes sem conta. Nos nossos sonhos. Somos nós de novo! Falamos e rimos e tu estás de novo aqui. Zangamo-nos e voltamos a encontrar-nos neste mundo que decidiu separar-nos. É que tenho ainda saudades tuas!

Será que terias saudades minhas?