domingo, 3 de agosto de 2014

Fico chocada

...  e não só.
Até me dá vontade de chorar.

Todos os seus dias foram passados em torno daquela casa. Arrumação, organização, cozinhados maravilhosos, mini-quinta com animais e legumes para toda a família, filhos já homens criados e educados da melhor forma que pôde, uma família equilibrada, uma casa (um lar) bonita, cheia de vida e sorrisos.

Como é possível que depois de uma mulher dedicar literalmente a vida à família (e com todo o sucesso), chegar aos seus 50 e tal anos e ouvir:
"O que é que ela ganha ou trabalha? O que é que ela tem? Nada. Quem ganha o dinheiro sou eu."

O que fazer depois de uma coisa destas? por certo até deve ser algo que acontece recorrentemente. Não percebo como pode não se valorizar a vida de uma mulher, de uma dona de casa ...haverá outro melhor exemplo de altruísmo? ou deverei chamar-lhe estupidez?
 
QUE NOJO DE ATITUDES.


Sem comentários: