domingo, 13 de outubro de 2013

Morre sempre alguém.

É a festa em Ribamar ... e como não podia deixar de ser, morreu alguém.
Não que a morte deva ser celebrada, nada disso, mas porque esta é já uma premissa destas andanças.

Esta senhora era linda!
Apesar de não a conhecer muito bem (infelizmente) bastou-me pouco para perceber que bastavam uns minutos de conversa miúda para nos sentirmos tão confortados com a calma que ela nos transmitia.

Era uma daquelas pessoas verdadeiramente espirituais. Com uma energia limpa, transparente, inspiradora,  tão bonita.
Gostava muito de a visitar quando tinha a loja mas de facto não sabia que "estava mal" de novo.
"São aquelas doenças chatas" diziam-me hoje.

Para onde quer que tenha ido, sei que foi para um sítio tão bonito como ela.

Morre sempre alguém.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

So I Run

Estou de novo esmagada ...
Afogada em projectos pessoais e sentimentos contraditórios.

Se os primeiros me fazem suspirar, os segundos o mesmo fazem.
Porque quero sempre fazer e viver tudo de uma vez, mesmo que isso não seja possível de conciliar nas 24 horas de um dia, nos 100 anos de uma só vida.

Acreditem, as minhas intenções são boas.
Não posso fazer tudo e ser tudo de uma vez e é por isso que se tudo já me distrai ..preciso de algo para me distrair ...

So I Run...
(from you and from me, from us. from all. from everything)

An then I come back.


  
PS. - não sou eu ... mas é precisamente a que me refiro.