quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Não te oiço, Não te sinto, Só te leio

Já lá vão quase dois anos ... a notícia veio sorrateira, entorpecida pelas palavras, abafada pela dor insuportável de saber nesse mesmo momento que tudo ia mudar, não ia ser melhor, não ia ser pior, só não ia ser igual. No meu cérebro ficava o desejo de perceber porquê, o porquê de tudo isto, que me causas-te a mim e aos meus .. e no entanto ainda te amamos ... e tanto, ainda te queremos .. e tanto.
Os dias passam, e sim, é verdade, aprendi a viver sem ti. Esqueci a doçura do teu toque, a tua barriga robusta contra o meu corpo frágil, e como era frágil quando estava ao pé de ti... procuro sempre preencher este vazio que me deixas-te e por mais que o encha, transborde e rejeite, cá dentro sabe como se nem uma molécula lá tivesse entrado, mexido, vacilado, como se aquele fosso tivesse ficado para sempre intacto, inatingível, incontornável.
Lembro a tua voz....segura, sábia ... e só no silêncio me lembro do quanto nos gostávamos ... cheguei a questionar esse sentimento, mas como podia?
Ficaram os sonhos adiados, os desabafos perdidos, agora não te oiço, não te sinto só te leio.
Há tanto que não te vejo, não sei como te ver agora, agora não te sei sentir, só sei como te ler...
Tantas batalhas travadas, umas ganhas outras não, e tu ... tu não estavas cá, custou mais a ti ou a mim? A mim que as senti, ou a ti que não nos pudeste ajudar? Impedido de vir, nesse lugar que te mantém.
Aprendi a vencer sem ti, a viver sem ti, a sentir sem ti, no entanto toda eu sou tu. No entanto, toda eu sou tu. Todas as coisas que me mostras-te eu não gostei, absorvi, tornei-as minhas tanto ou mais quanto eram tuas, talvez numa subconsciência de saber que algum dia, naquele dia, tu ias precisar de alguém que as vivesse por ti, porque tu afinal ... estás aí.
Lembro-me do teu sorriso malandro, acho que também o tenho, mas não sei se me lembro de ti. Tento imaginar-te agora, quando te leio pareces-me tão vivo, tão sábio, tão tu. Preciso de te sentir.
Nós e as nossas idas ás Berlengas, ao Musgo na Rocha, à Figueira da Avó, ás Lapas, Atravessar a malhada, os teus Mergulhos, o teu Espírito, a tua Força, a tua Inteligência, a tua Ambição. Reparo nestes dias ... não foram ontem, nem há um mês, nem há um ano, talvez uma década tenha passado. Onde tens andado desde então? porque não te sinto desde aí?
O tempo passou, vivi a minha vida como pude, sem ti. O meu outro pilar dividiu-se em dois e as minhas solas engrossaram, ultimamente não enfraqueço, não caio, não sinto as pedras.
Vivi sem ti, fortaleci na tua ausência, preferia ser de todos a mais fraca se te pudesse ter.
Agora chegou a hora de te voltar a sentir ... e nem sei como ...

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Revigorizada

Foi um dia stressante, o cérebro começa a pedir descanço mas ainda falta um último esforço, só mais duas semanas ...

Em mãos mais um projecto, vou ser Erasmus Buddy de alguém que decidiu vir estudar para esta bela Academia =) espero ser útil, e contornando as tendências gerais, estabelecer mesmo uma ligação com o meu Erasmus eheh

Agora tou no chill out antes de voltar a mais uma ronda de decorar ciência /=(/, nada melhor que um chá com especiarias, de entre elas a que mais me acalma a alma .. a essência fresca e intensa do Cardamomo.

Boa noite...

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Estou farta de ti!

Defined by Facebook

You are a rare creature. You are lovely in the inside, though you think you are weird. You keep to yourself privately, although everyone else thinks you shine. They look to you for comfort, and you never speak out of turn. You are the ultimate regality that everyone lon...gs to be, but to you, it comes naturally. People think you are always bright, but there's a side to you tha tno one knows...you don't know how to express it, therefore, you take on art. You are exceptional at writig or painting or something creative. You might not be a professional at it, but you are not average. You are loved by almost everyone, you have good relationships, but if that relationship ends, you are not the type to get along like good friends again. Sometimes, you are also like the moon...always there in the night sky, carefully watching, cautiously guiding, loved, expected, and special.

what can I say?

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Desdito ...


Não, não é desejo, não é desejo puro ... é mais que isso, ainda assim não sei o objectivo de tudo isto.


Trocas-me as voltas ...sabes e não fazes nada quanto a isso ... one step forward, 3 steps back ,,, que posso eu fazer? se cada vez que se anda para trás pareces tão inatingível como da primeira vez? como se nada se passasse, como se nada te fizesse mover.


É só cumplicidade? como é possível tantas coincidências?


"Se calhar esta tudo errado e a não-mensagem certa."

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

16/01/10

"je m'eveillai, c'était ma maison natale...il pleuvait doucement dans toutes les salles".

Yves Bonnefoy

Filme nub na RTP ...

"Trata-se de desejo, desejo puro, portanto desejo ... de nada ... desejo sem objectivo, tenho medo de o materializar pois depois de concretizado, é desejo sem futuro... o interesse que me ela desperta faz-me tê-la em minha posse pois sei que só eu sou merecedor de tal pessoa"

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Request for Peace

"Porque tens que ver que, nós, nós temos alguma coisa diferente ... charme. Isso torna as coisas mais difíceis ... tu sabes .... também as torna mais fáceis, fáceis de mais ... torna-as mais fáceis de acontecer. É a tua insegurança que as faz acontecer, quer precises ou não delas ... não te podes dividir para sempre"

_ =( _____

sábado, 9 de janeiro de 2010

Next to You

Two 'o clock and I wish that I was sleeping
You're in my head like a song on the radio
All I know is that I got to get next to you
Yeah I got to get next to you
Sitting here turning minutes into hours
To find the nerve just to call you on the telephone
You don't know that I got to get next to you

Maybe were friends
Maybe were more
Maybe it's just my imagination
But I see you stare just a little too long
And it makes me start to wonder
So baby call me crazy
But I think you feel it too
Maybe I, Maybe IJust got to get next to you

Yeah it's five in the morning and I can't go to sleep
'Cause I wish, yeah I wish that you knew what you mean to me
Baby let's get together and end this mystery, oh

Whatcha got to do?
How ya get the one you want to want to get next to you?
I wanna be next to you

Jordin Sparks ^^

Sweet Fever

Are you always this breathtaking?
What happens when desires meet our dreams and suddenly we wake up wanting to change the world ....