segunda-feira, 28 de junho de 2010

No title

Deambulo pelo Facebook, vendo perfis e fotografias .. como se não tivesse mais nada para fazer, mas tenho e muito. É por esse mesmo sentido de obrigatoriedade e responsabilidade que me sinto esmagada, empurrada contra uma parede que só queria que não existisse.
Quero voltar para o meu canto, sentir-me protegida, preciso de me isolar deste mundo, que não há meio de acabar. Sentir a frescura da maresia madrugadora no meu corpo, suado da corrida para a praia que há tantos anos me acalma a alma, voltar para os meus.
Mas nem tudo são más notícias, este fim-de-semana estou prestes a começar um projecto há muito planeado, estava na minha TimeLine de projectos a médio-longo prazo (lá também consta acabar o curso), sim, espera-me o curso de OPEN WATER DIVER!! na Escola que sempre quis, as aulas de mar vão ser nas minhas Berlengas ^^. Se estou ansiosa? Estou, e não poderia ser de outra forma.

 É incrível ver como a minha disposição mudou depois de falar disto, mas a vida é assim mesmo, um atropelar de sentimentos.

3 comentários:

Camila Almeida disse...

Concordo plenamente. Estou precisando me esvaziar deste mundo. SOu novata no blog! Estou seguindo aquilo que me encanta, peço para que me siga tbm! bjs!

This haunted home disse...

Após tanto tempo de ausência postámos ambas ao mesmo tempo. Comigo e contigo, tudo tem um significado...

Qual a razão da tua necessidade de te sentires obrigada? Isso já dura há tanto tempo . . .

Isola-te. Depois volta :)
(Qual projecto?)

Gosto-te.. Atropelar de sentimentos :)

Pedro Pontes disse...

Gostei do teu titulo final "a vida é um atropelamento de sentimentos"...é bem verdade...mas sabes que mais?tal com nos desviamos dos carros, é preciso desviarmo-nos dos sentimentos se eles nos fizerem mal, é para isso que temos tantos sentidos e que temos o dom de andar, falar, ouvir, cheirar e muitas vezes são suficientes para não sermos atropelados =)
Beijinho